O Brasil é o país com o maior número de pessoas com diabetes na América Latina

O Brasil é o país com o maior número de pessoas com diabetes na América Latina

O Brasil é o país com o maior número de pessoas com diabetes na América Latina– 16,5 milhões de brasileiros, segundo a IDF em 2019, e a METADE desconhece ter a doença (Atlas IDF 2019). Cerca de 250 milhões de pessoas no mundo têm diabetes!

Diabetes Mellitus é uma doença caracterizada pela elevação da glicose no sangue (hiperglicemia). Pode ocorrer devido a defeitos na secreção ou na ação do hormônio insulina, que é produzido no pâncreas, pelas chamadas células beta. A função principal da insulina é promover a entrada de glicose para as células do organismo de forma que ela possa ser aproveitada para as diversas atividades celulares. A falta da insulina ou um defeito na sua ação resulta, portanto em acúmulo de glicose no sangue, o que chamamos de hiperglicemia.

 

Principais tipos de diabetes

– Diabetes tipo 1 – onde o sistema imunológico do corpo ataca e destrói as células que produzem insulina

– Diabetes tipo 2 – em que o corpo não produz insulina suficiente ou as células do corpo não reagem à insulina

 

Os sintomas de níveis elevados de glicose no sangue incluem: •             Aumento da sede

  • Aumento da micção (urina)
  • Aumento da fome

 

Embora o diabetes mellitus seja uma das doenças mais incidentes em todo o mundo, ainda há grande necessidade de reforçar a possibilidade de prevenção, bem como a importância do diagnóstico precoce e da adesão ao tratamento. Com uma gotinha de sangue e três minutos de espera, já é possível saber se há alguma alteração na taxa de glicemia. Caso a alteração seja considerável, será necessária a realização de outros exames, mais aprofundados.

 

É fundamental fazer o tratamento e agir de modo efetivo para retardar e tratar as complicações onerosas da doença, que podem levar a perda de visão, necessidade de diálise, dores neuropáticas, amputações, infartos, derrames.

Lembrando que é possível prevenir a doença através de alimentação saudável e exercício físico regular. Procure um profissional médico e um nutricionista! **Com dados da SBD, MINISTÉRIO DA SAÚDE E SBEM.

You must be logged in to post a comment.